Planear tarefas domésticas com os mais novos: Dicas infalíveis

Mesmo para quem tem empregada doméstica, as tarefas de casa são sempre uma atividade necessária em qualquer família.

Adulto ou adolescente, há quem fuja dessa responsabilidade mas o facto é que os ambientes precisam de ser limpos com regularidade. Então, nada melhor do que planear as tarefas, criando um cronograma de atividades e dividindo as tarefas entre todas as pessoas da casa. Além disso, se tiver uma checklist para cada um, facilita muito ir verificando o que tem para fazer e o que já fez.

Agora vejamos, quantos mais objetos tiver, mais difícil será a manutenção e limpeza da casa, certo? Aproveite então para verificar se tudo o que tem é de facto usado, necessário ou apreciado.

Colaboração entre a família

Os filhos também devem ser incluídos nas tarefas domésticas, mesmo os mais novos. Claro que as atividades devem ser adequadas a cada fase de vida, mas incluir crianças a partir dos 5 anos de idade nas rotinas de arrumação ajuda-as a desenvolver o sentido de responsabilidade, respeito por todos os que vivem naquela casa e autonomia.

Benefícios da distribuição de tarefas com os mais novos

Uma pesquisa da Universidade de Harvard demonstrou que os adultos que participam nas atividades domésticas quando são crianças têm mais hipóteses de ser bem-sucedidos.

Mas os benefícios não são apenas a longo prazo. Desde cedo, as crianças que participam nas tarefas desenvolvem características como a autonomia. Um estudo realizado na Universidade de Montreal, no Canadá, mostrou, por exemplo, que quando os pais dão autonomia à criança, há um impacto positivo na função executiva, um dos pilares do desenvolvimento cognitivo. Ou seja, promove uma melhor memória de trabalho, raciocínio e capacidade de resolução de problemas, além da capacidade de planeamento e execução de atividades.

Uma dica importante é usar a criatividade e propor desafios quando o seu filho não estiver disposto a participar: “Quantos brinquedos consegues guardar em cinco minutos?”. Esta dica é, principalmente, para aquelas crianças que não foram ensinadas a ajudar desde cedo.

A famosa médica, educadora e pedagoga Maria Montessori falava sobre as atividades da vida prática, como as atividades domésticas, e os seus benefícios: concentração, autonomia, coordenação, sentido de ordem, preparação para a escrita, respeito, desenvolvimento da mente matemática, cuidar de si mesma, consciência ambiental e introdução à ciência.

Mas os pontos positivos não são somente para os pequenos. Pelo contrário, a família de uma forma geral sente os benefícios em sua rotina, pois, quando todos colaboram com as tarefas domésticas, ninguém fica sobrecarregado. A família percebe que é dever de todos trabalhar pela organização e o funcionamento do lar, tornando o ambiente familiar mais compreensivo, agradável e unido.

Por fim, mas igualmente importante, não se esqueça que cada um tem o seu tempo e ritmo, pelo que os pais devem tê-lo em consideração quando orientarem os seus filhos nas atividades diárias.

Lista de Tarefas

Quando introduzidas desde o início e gradualmente, essas atividades deixam de representar algo desagradável, para se tornarem parte das suas vidas de maneira natural e saudável.

DE 2 A 3 ANOS:

Guardar os brinquedos

Colocar os livros no lugar

Colocar a roupa suja no cesto

Guardar os sapatos

Deitar o lixo no cesto

DE 4 A 5 ANOS:

Alimentar os animais de estimação

Recolher e guardar os brinquedos

Ajeitar a cama

Regar plantas

Colocar objetos pequenos e leves na mesa

Limpar o pó nas superfícies ao seu nível

DE 6 A 7 ANOS:

Recolher o lixo

Dobrar a sua roupa

Limpar o chão com a vassoura

Juntar os pares de meias limpos

Mudar o rolo de papel higiénico

Varrer o quarto

DE 8 A 9 ANOS:

Ajudar a dobrar e pendurar a roupa limpa

Limpar o pó dos móveis

Fazer ovos mexidos

Guardar a roupa no armário

Passear o cão com supervisão

Varrer

Limpar o pó do seu quarto

DE 10 A 11 ANOS:

Aspirar o quarto

Limpar a bancada da cozinha

Preparar uma comida simples

Costurar pequenas coisas

Limpar o pó

Fazer a cama

Recolher o lixo

A PARTIR DOS 12 ANOS:

Aspirar e limpar o chão

Aspirar e lavar o carro

Fazer a lista de supermercado

Cozinhar uma comida completa

Limpar a casa de banho

Por a máquina da roupa a trabalhar

Por a louça na máquina

Cuidar dos irmãos menores

Toddlers having fun washing dishes

Recompensas e Elogios

Pode acontecer, no final das atividades, pensar em recompensar a criança, por exemplo, oferecendo-lhe dinheiro. Mas atenção, aconselho-o a repensar essa estratégia!

A criança deve ter como recompensa o prazer de ter concluído a tarefa, de ter participado da vida familiar, e não o dinheiro. Ou seja, o objetivo deve ser a satisfação pessoal. Ora veja, em adulto também não recebe algo após lavar a louça ou aspirar a casa…

No entanto, pode (e deve) agradecer ao seu filho por ter contribuído para o funcionamento da casa. Por outro lado, não vale criticar o trabalho feito, ok? Pelo contrário, incentive sempre.

Para estimular a colaboração, pode usar a imaginação e criar pequenos jogos, como: quem dobra a roupa mais rápido ou quem termina de guardar os brinquedos primeiro; pôr música e dançar enquanto arrumam a casa; etc.

Em resumo, envolva a criança desde cedo nas tarefas domésticas. Mostre-lhe que cada um tem o seu papel para que a convivência flua de maneira positiva dentro de casa. E para isso, defina algumas regras:

– quem suja, limpa;

– quem usa, guarda;

– quem desarruma, organiza!

Deixo-lhe aqui umas imagens com algumas das tarefas, por idade, que o seu filho pode realizar. Estas são sugestões de tarefas gerais, outras que possa incluir dependem da criança e do seu desenvolvimento. O importante é participar 🙂