(Des)apego!

Mais espaço ou menos objetos?

Descartar (desapegar ou destralhar) pode ser muito difícil emocionalmente. Desapegarmo-nos de roupas, trabalhos escolares ou desenhos das crianças, lembranças ou prendas de familiares, fotos e outros objetos sentimentais pode ser um processo doloroso.
Enquanto para uns são objetos, para outros são recordações, memórias, histórias. Enquanto algumas pessoas entendem o descartar como uma etapa da organização, outras têm a intenção de comprar mais móveis, caixas ou prateleiras para arrumar os objetos, que provavelmente nem acederão mais.
~
Mas porque é que queremos criar mais espaços de armazenamento em casa? Porque quase sempre sentimos que ao nos desapegarmos das coisas, estamos a descartar sentimentos, vivências e memórias e, portanto, criamos mais espaços de armazenamento, fazendo a desordem permanecer.
~
O nosso objetivo deve ser remover o excesso de itens desnecessários das nossas casas, não criar mais espaços para guardá-los. Apenas com o desapego conseguimos criar espaço para o que faz realmente sentido ficar, seja nos armários, seja em nós mesmos.
~
Mais é menos. Vamos desapegar?